sábado, 30 de julho de 2016

Vagas pra Belo Jardim! Sesc Pernambuco abre seleção simplificada para Jovens Aprendizes

O Sesc Pernambuco abre seleção simplificada para jovens aprendizes no Recife, Região Metropolitana e no interior do Estado. A seleção ocorre por meio de edital público simplificado, considerando os aspectos legais e outros requisitos como a situação socioeconômica, educacional e de vulnerabilidade social dos candidatos. As inscrições, que devem ser realizadas unicamente por meio do endereço eletrônico (htt://jovemaprendiz.sescpe.com.br), têm início no dia 1º de agosto e seguem até o dia 7.

As 66 vagas disponibilizadas são destinadas às atividades administrativas e distribuídas nas unidades do Sesc no Recife, Jaboatão dos Guararapes, São Lourenço da Mata, Araripina, Arcoverde, Belo Jardim, Bodocó, Buíque, Caruaru, Garanhuns, Petrolina, Surubim e Triunfo. As oportunidades são para os turnos da manhã e tarde, sendo quatro horas diárias.

Para concorrer, os interessados precisam, dentre outros requisitos: ter entre 14 e 24 anos incompletos (o requisito de idade máxima não se aplica à pessoa com deficiência), no ato da contratação e estar cursando a partir do 9º ano do Ensino Fundamental ou no máximo serem formados no Ensino Médio, sem ingresso no Ensino Superior. Não serão validadas inscrições de participantes com experiência registrada na Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) ou anteriormente vinculados ao Sesc PE, por meio do programa Jovem Aprendiz ou contrato empregatício.


Para mais informações, o interessado deverá acessar o endereço eletrônico (htt://jovemaprendiz.sescpe.com.br). O programa Jovem Aprendiz é um projeto do Governo Federal criado a partir da Lei de Aprendizagem (Lei 10.097/00), que visa à capacitação profissional de adolescentes e jovens em todo o país.

Multinacionais Obrigam Funcionários a Usar Fralda e Proíbem Ida ao Banheiro

Parece história da época da Revolução Industrial na Inglaterra, mas não é. Para dar mais velocidade à linha produtiva, multinacionais de diferentes ramos obrigam seus funcionários a usar fralda geriátrica, proibindo-os de ir ao banheiro. Em pleno século XXI, casos como esses seguem se repetindo.

Nissan

A montadora japonesa Nissan vem sendo acusada pela United Auto Works Union (UAW), sindicato dos trabalhadores da cadeia automotiva e maior entidade sindical dos EUA, de obrigar funcionárias da fábrica situada no município de Canton, Mississipi, a usar fralda geriátrica.
Colaboradoras da fábrica relatam que foram orientadas pela chefia a usar fraldas, embora tenha havido resistência por parte delas.
O motivo: acabar com pausas e interrupções com idas ao banheiro.
Em fevereiro desse ano, houve protestos no centro do Rio em frente à sede do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos – Rio 2016contra as condições de trabalho impostas pela Nissan nos EUA. A marca patrocina o evento esportivo.

Setor Aviário

Quatro empresas gigantes do setor avícola também são alvo de denúncias por abuso ao trabalhador. São elas a multinacional Tyson Foods, aPilgrim’s Pridepertencente à brasileira JBS, a Perdue Farms e aSanderson Farms. Juntas, elas controlam 60% do mercado de aves nos Estados Unidos.
Segundo a Organização Oxfam América, que denunciou o caso por meio de relatório publicado em maio desse ano, a imensa maioria dos 250 mil trabalhadores do setor nos EUA são forçados a usar fralda no ambiente de trabalho.
Foram centenas de entrevistas com funcionários da linha de produção das maiores empresas do processamento de aves.
Trabalhadores que pedem para ir ao banheiro são ameaçados de demissão. Muitos, por evitar beber líquidos durante muito tempo, suportam dores consideráveis para manter seus empregos.
Oxfam alega inadequação nas pausas no trabalho, o que viola as leis norte-americanas de segurança no trabalho. A organização, em seu relatório, ainda traz dados de 2013 da associação Southern Poverty Law Center do estado do Alabama sobre condições de trabalho.
Por lá, dos 266 trabalhadores que participaram da pesquisa, quase 80% não pode ir ao banheiro. Já no Minnesota, em material realizado pelaGreater Minnesota Worker Center lançado em abril, ao norte dos EUA, 86% dos trabalhadores pesquisados afirma ter menos de duas paradas para ir ao banheiro por semana.

Walmart

A rede internacional de supermercados WalMart também tem histórico de violação dos direitos humanos. Abusos cometidos pela multinacional foram divulgados por pesquisadores no livro "Riqueza e Miséria do Trabalho no Brasil", organizado pelo professor titular de Sociologia no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)Ricardo Antunes. O assunto do uso de fraldas foi abordado por ele durante palestra no II Seminário – A Receita Federal e o Interesse Público, em Campinas-SP.
Já detectamos várias tentativas de se trazer ao Brasil essa prática do uso de fraldas geriátricas, revela Ricardo Antunes. “Há abusos desse gênero documentados, tramitando na Justiça do Trabalho no Brasil”, informa.
Recentemente, o maior fornecedores de camarão do Wal Mart, sediado na Tailândia, foi descoberto utilizando escravos. O caso foi denunciado por veículos como o The Guardian e a Fortune.

Empresa Sul-Coreana

Em 2013, a multinacional sul-coreana Lear, fabricante de arnese (tipo de gancho usado para alpinismo), foi denunciada por impor aos funcionários, principalmente mulheres, o uso de fraldas para não abandonar a posição com idas ao banheiro. O caso foi registrado em fábrica da empresa em Honduras, país da América Central, que contava com 4 mil empregados.
A denúncia foi feita por um dirigente sindical. Daniel Durón contou que só foi possível divulgar o caso após pressão de autoridades internacionais. Mesmo tendo repercussão no mundo todo, a Lear tentou resistir e impedir o acesso dos órgãos hondurenhos de fiscalização do trabalho.
Que absurdo!
Fonte: Metal Revista

Pernambuco tem 80 cidades entre as piores gestões do Brasil

Os municípios brasileiros entraram o ano eleitoral com as contas no vermelho. A maioria (87%) fechou 2015 com as contas em situação ruim ou crítica, o pior cenário dos últimos dez anos, resultado principalmente de má gestão. Pernambuco, por exemplo, possui uma relação de 40 gestores municipais muito ruins para cada bom prefeito. São 80 cidades entre as 500 piores do Brasil e apenas duas entre as 500 melhores gestões no tratamento de contas públicas do ano passado. Ipojuca foi a cidade que melhor fez o dever de casa em um ano bastante adverso para a economia. Cupira apresentou os piores indicadores do estado. No geral, quase 90% das prefeituras de Pernambuco dependem de repasses federais ou estaduais e não fizeram qualquer esforço para aumentar as receitas próprias.

Os dados são do Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF), que utiliza números apresentados pelos próprios municípios ao Tesouro Nacional para medir os indicadores de Receita Própria, Gastos com Pessoal, Investimentos, Liquidez e Custo da Dívida. William Figueiredo, economista da equipe técnica da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) e responsável pelo estudo, destaca que Pernambuco reúne mais cidades à espera de transferências. “Os municípios com maior fatia têm grande parte das receitas comprometidas com folha de pagamento de servidores, suas dívidas com fornecedores são maiores que o caixa existente para honrá-las e o resultado é que não sobra nada para investimentos, outro indicador que avalia diretamente a eficiência do gestor à frente do município. A mensagem é: elejam bons gestores, principalmente os que respeitem a lei.” Segundo ele, 740 municípios brasileiros ultrapassaram o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal para gasto com pessoal, que é de 60% da receita corrente líquida.


“São 94 cidades pernambucanas (52,5%) registrando gastos acima do teto em 2015, configurando um clara situação de ilegalidade. Vale ressaltar que apesar de ter ficado em segundo lugar no estado, o Recife piorou consideravelmente nesse indicador. Se fez cortes de servidores, não o fez de forma suficiente. Isso foi determinante para a cidade ter a maior queda do índice geral do estudo”.

Melhores performances no tratamento de contas públicas

1.Ipojuca
2. Recife
3. Cachoeirinha
4. Triunfo
5. Quixaba
6. Igarassu
7. Salgueiro
8. Olinda
9. Vertentes
10. Tupanatinga

Piores performances no tratamento de contas públicas

170. Aliança
171. Palmeirina
172. Mirandiba
173. Chã de Alegria
174. Toritama
175. Camutanga
176. Maraial
177. Vicência
178. Quipapá
179. Cupira

OAB-PE lança campanha Eleições Limpas

A Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Pernambuco (OAB-PE) lança, na próxima terça-feira (2), a campanha Eleições Limpas, com o objetivo de combater práticas como a compra de voto, o caixa dois e a doação ilegal para as campanhas. O lançamento da campanha ocorre no auditório da Ordem, às 10h.

Participam do lançamento o presidente da OAB-PE, Ronnie Preuss Duarte, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), desembargador Antônio Carlos Alves da Silva, e o procurador regional eleitoral em Pernambuco, Antônio Carlos Barreto Campelo.

Para a realização da campanha, a OAB-PE conta com a parceria do TRE-PE, do Ministério Público Eleitoral, da Superintendência da Polícia Federal em Pernambuco, da Arquidiocese de Olinda e Recife, entre outros.

Confira os confrontos da 5ª rodada do Campeonato Pernambucano sub-20


Pernambucano sub-20 (Foto: Reprodução / FPFPE)

A bola volta a rolar neste fim de semana pelo Campeonato Pernambucano sub-20. Serão realizadas neste sábado quatro partidas válidas pela quinta rodada da competição. O Vitória-PE vai enfrentar o Porto, no Carneirão. 
Atlético-PE e Central vão duelar no Paulo Petribu, em Carpina, Belo Jardim e América se enfrentam no Sesc Mendonção. E no clássico sertanejo o Salgueiro enfrenta o Serra Talhada no Pereirão. Nesta rodada estão de folga: Náutico, Sport, Santa Cruz e Pesqueira. 

sexta-feira, 29 de julho de 2016

TABELA DE PAGAMENTO DOS SERVIDORES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

Veja o país que deve participar da Rio 2016 por só 11s.

Quatro anos de espera entre uma Olimpíada e outra e toda essa expectativa deve acabar em pouco mais de 11 segundos. Essa é a realidade para um dos países na Rio 2016. Tuvalu desembarca em terras brasileiras com apenas um representante. E ‘pior': esse tuvaluano participa dos 100m rasos do atletismo, a prova mais rápida dentre todos os esportes.
Etimoni Timuani é o nome deste atleta. E ele por si só já teria uma curiosidade e tanto para ser apresentada. Timuani, na verdade, é um jogador de futebol. Um defensor hoje com 23 anos e com passagens por quatro times do país, que mal tem um campeonato nacional organizado.
No ano passado, porém, passou a defender o país também no atletismo. Na primeira aparição, nos Jogos do Pacífico, sequer conseguiu correr. Queimou a largada e acabou eliminado. Mas pouco depois ele deu a ‘volta por cima', disputou o Mundial em Pequim e conseguiu a melhor marca de sua carreira: 11,72s.
Só como base de comparação, o recorde de Usain Bolt é de 9,58s. Portanto, na melhor das hipóteses, mesmo que melhore bastante seu melhor tempo, ele dificilmente deve baixar dos 11s, o que certamente o eliminaria ainda na primeira eliminatória.
Tuvalu é o quarto menor país do mundo em área, a frente apenas de Nauru, Mônaco e Vaticano, e o segundo menor em população.
E o país é para lá de curioso. Tem apenas três hotéis, tem o rádio como principal veículo de comunicação e ganha dinheiro vendendo os direitos sob os códigos de telefone (900) e internet (.tv).
Mas o mais curioso - e trágico - é que o país corre sérios riscos de desaparecer nos próximos anos. Isso porque tem suas áreas mais altas com apenas 7m de altitude. Com o aquecimento global, o derretimento das calotas polares e o aumento do nível do mar, é bem possível que o país acabe alagado e desapareça.

Urso é flagrado se refrescando em piscina infantil

Um americano de Minnesota fotografou um urso que estava se refrescando em uma piscina infantil no deck nos fundos de sua casa.
Dave Zbaracki, morador da cidade de Duluth, postou uma foto do animal.
Ele disse que a eletricidade da casa havia sido restaurada nesta segunda-feira (25) depois de interrompida pelas recentes tempestades.
Pouco depois disso, ele teve a surpresa.
Zbaracki avaliou que o urso só queria se refrescar, então deixou o animal quieto.
Ele disse a um jornal local que é os ursos não são muito fáceis de ver na região, mas que eles estão “por perto”.
“Eu não gosto de humanizar os ursos”, disse. “Mas parece que ele estava dizendo: ‘ei, acabei de almoçar, é hora de se refrescar”.

Como ficariam os preços dos 10 carros mais vendidos no Brasil sem impostos

A carga de impostos sobre os automóveis zero quilômetro no Brasil é um assunto que sempre causa polêmica. Dentre as principais taxas que incidem sobre os carros estão o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), PIS (Programa de Integração Social), Cofins (Contribuição para Financiamento da Seguridade Social), IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), Cide (Contribuições de Intervenção no Domínio Econômico) e ISS (Imposto sobre Serviços).
A soma desses tributos podem representar até 54,8% do preço final dos modelos feitos no País, de acordo com declaração feita no início deste ano pelo economista Luiz Moan Yabiku Júnior, ex-presidente da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos) e atual diretor de assuntos institucionais da General Motors do Brasil.
Com base no ranking da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) dos carros mais vendidos do Brasil no acumulado até junho de 2016, calculamos como seriam os preços dos dez modelos mais emplacados no período, levando em consideração a carga tributária de 54,8%. Confira o resultado na galeria abaixo.

Chevrolet Onix

O Chevrolet Onix, que acaba de ser reestilizado, passaria de iniciais R$ 44.890 para R$ 20.290.

Hyundai HB20

O Hyundai HB20, que parte de R$ 40.545, iria para R$ 18.327.

Ford Ka

O Ford Ka, com preço inicial de R$ 41.990, custaria R$ 18.979.

Volkswagen Gol

O Volkswagen Gol, oferecido a partir de R$ 34.250, iria para R$ 15.481.

Fiat Palio

O Fiat Palio, que parte de R$ 42.410, teria valor de R$ 19.169.

Toyota Corolla

O Toyota Corolla, com preço inicial de R$ 68.740, iria para R$ 31.070.

Chevrolet Prisma

O Chevrolet Prisma deixaria de partir de R$ 53.690 para custar R$ 24.267.

Honda HR-V

O Honda HR-V passaria de iniciais R$ 78.700 para R$ 35.572.

Fiat Strada

A Fiat Strada, que parte de R$ 44.490, custaria R$ 20.109.

Volkswagen Fox

O Volkswagen Fox sairia dos iniciais R$ 44.690 para R$ 20.199.
PrevNext

Belo Jardim: Barragem 'Serro Azul' deve abastecer 10 cidades no Agreste a partir de 2018

Barragem de Serro Azul deverá abastecer dez municípios do Agreste de PE (Foto: Divulgação/Compesa)
A Barragem de Serro Azul, em Palmares, na Mata Sul, deverá abastecer 10 municípios do Agreste de Pernambuco. A Companhia Pernambucana de Abastecimento informou nesta quinta-feira (28) que realizou um estudo e indica que o fornecimento deve começar em 2018. O reservatório - que seria concluído no primeiro semestre deste ano - foi idealizado para conter enchentes do Rio Una e afluentes dele, após cheia de 2010 na Mata Sul.
As localidades beneficiadas da primeira etapa após as obras realizadas são: Caruaru, São Caetano, Toritama, Santa Cruz do Capibaribe (e o distrito Pão de Açúcar), Belo Jardim, Sanharó, São Bento do Una e Tacaimbó. Para a segunda etapa estão previstos o abastecimento de Bezerros e Gravatá.

De acordo com a Companhia, o estudo aponta que a adutora pode ofertar no mínimo 560 litros de água por segundo para a região. A assessoria informou que o projeto executivo de construção da barragem está previsto para ser concluído em novembro deste ano e as obras devem começar em fevereiro de 2017.

A primeira fase deverá entrar em operação no segundo semestre de 2018. A Compesa informou que com concretização da mudança será possível diminuir a retirada de água do Sistema de Jucazinho para as cidades de Caruaru, Gravatá e Bezerros.

"A proposta da Compesa é que a Adutora de Serro Azul se integre à Adutora do Agreste, complementando a água captada no Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco", informa a assessoria.

Na primeira fase, os municípios de Tacaimbó, São Bento do Una, Sanharó e Belo Jardim receberão água através do Sistema Integrado Bitury.

“Há chance de atendermos o Agreste primeiro com essa obra do que com a Transposição. Dos 303 milhões de metros cúbicos [de água] que Serro Azul pode acumular, utilizaríamos cerca de um terço para o abastecimento humano”, explicou por meio da assessoria o diretor Técnico e de Engenharia da Compesa, Rômulo Aurélio Souza.

A assessoria informou que os recursos ainda não são estimados, mas seriam assegurados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento, através do Programa de Saneamento Ambiental da Bacia Hidrográfica do Rio Ipojuca (PSA Ipojuca).